sábado, 17 de dezembro de 2016

Uma visita Encantada!

Este final de ano foi especial e muito emocionante. Tivemos o privilégio de receber a visita do Papai e da Mamãe Noel,  duas figuras importantes e conhecidas no mundo todo. 
#pracegover – a foto mostra Papai e Mamãe Noel chegando ao IPC. Eles estão sorrindo e de mãos dadas.


#pracegover – Papai e Mamãe Noel chegam à quadra esportiva onde os alunos os esperam.

#pracegover - Papai Noel, com micofone na mão, ao lado da Mamãe Noel.

Eis a mensagem do Papai Noel:
“Que neste Natal aquela magia toda guardada durante o ano venha presente nos corações daqueles que festejam o amor, que não apenas seja uma comemoração, mas o início para uma nova geração.
O Natal simboliza nova vida, pois comemoramos o nascimento do Menino Jesus que modificou nossa maneira de ver o mundo trazendo-nos amor e esperança.
Que neste Natal sejam confraternizados todos os desejos de um mundo melhor. Que todos estabeleçam um novo vigor de humanidade e que nada seja mais forte do que a união daqueles que brindam o afeto entre eles.
Feliz Natal e próspero Ano Novo.” 

#pracegover - Começam a entrega dos presentes para Maria Clara, Frederico, Valentina e Carlos Eduardo.

#pracegover - abraçadas ao papai noel, crianças recebem os presentes. Guilherme, Deivid e Maria Eduarda.
Mamãe Noel ao lado deles.

#pracegover - abraçadas ao papai noel, crianças recebem os presentes. Maria Eduarda, Ana Beatriz e Brayan.
Mamãe Noel ao lado deles.


#pracegover - abraçadas juntos ao papai e mamãe noel, crianças recebem os presentes. Sorridentes, as adolescentes Kelen, Sabrina e Ariadne.











#pracegover - Agora é a vez dos adultos serem presenteados pelo Papai Noel. Nas fotos João Maria, Carlos e Vera.




 Não somos somente nós, pessoas comuns que gostamos atenção. Papai e Mamãe Noel também gostam e ficam emocionados quando recebem carinho, atenção e presentes. Nossas crianças, Ana Beatriz e Valentina, representando todas as crianças do Ensino Fundamental de nossa escola e todos os outros alunos, adolescentes e adultos, entregaram ao Papai e Mamãe Noel cartinhas em braille, transcritas em tinta e cartinhas com letras ampliadas, agradecendo os presentes, a emoção, o afeto e a alegria que sentiram nesse dia. Papai e Mamãe Noel ficaram emocionados e adoraram estar conosco. 





#pracegover – Papai e Mamãe Noel sentados em um sofá, numa sala toda decorada com motivos natalinos.

Papai e Mamãe Noel encantaram todos.

Foi uma tarde tão linda, mágica e emocionante que combinamos e garantimos um novo encontro em 2017 e ficamos sabendo que eles não moram no Polo Norte, agora estão morando em nossos corações.


Nossos agradecimentos ao Instituto História Viva e à Igreja Adventista do Portão e ao Papai e Mamãe Noel que nos ajudaram a realizar esta festa.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Passeio | Araucária Acqua Park

Na sexta-feira dia 02 de dezembro, 13 alunos da turma dos adolescentes e adultos passaram o dia no Araucária Acqua Park! O objetivo do passeio era levar os alunos a um lugar diferente, para se divertirem muito e terem novas experiências de forma autônoma e independente.




#pracegover – A foto, do interior do ônibus, mostra os alunos na ida ao parque, animados para o passeio. Os alunos Kleyton, Diego e Mateus agitaram o pessoal com muita música tocando violão e percursão.


#pracegover – A foto tirada no momento da chegada mostra os alunos João Maria, Eliana e Vicentina sorridentes no portal de entrada da piscina infantil. Ao fundo se vê um polvo e uma baleia, além de alguns chafarizes.


#pracegover – Os alunos William, Juliana, Heveline, Mateus e Josiane fazem pose para foto na frente da piscina de ondas. Ao fundo se vê o bosque do parque com várias Araucárias.


#pracegover – Na foto o Professor Carlos e o aluno William aparecem descendo com uma boia o AcquaCobra, um dos brinquedos mais radicais do parque. Segurando firme na boia os dois fazem careta demonstrando que estão assustados, acima deles é possível ver os dentes da cobra que jogam água e sua garganta, por onde a boia foi lançada. 

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Nota de Repúdio

Prezados (as),

Para conhecimento, segue abaixo as informações sobre a NOTA DE REPÚDIO.

Abraço, 

Profº Enio Rodrigues da Rosa


O Instituto Paranaense de Cegos (IPC), com veemência, repudia o conteúdo da matéria publicada no Blog do Jornal da Gazeta do Povo, do dia 07 de Dezembro de 2016, atribuído ao Secretário da Fazenda do Governo do Estado do Paraná, o Sr. Mauro Ricardo Costa.

O jornalista Ricardo Galindo escreveu:

O governo de Beto Richa e a prefeitura, já sob a gestão de Rafael Greca, poderão fazer um acordo para vender o terreno atualmente cedido ao Instituto Paranaense de Cegos. O dinheiro seria usado para obras na Linha Verde.
O terreno virou motivo de guerra política durante a campanha eleitoral. Greca dizia que seu adversário no segundo turno, Ney Leprevost, manobrou para que o imóvel pudesse ser vendido. Leprevost negou a intenção.
Hoje, quem faz força para vender o terreno é o secretário da Fazenda de Beto Richa, Mauro Ricardo Costa. O local está avaliado em R$ 70 milhões. A ideia é pegar o dinheiro e fazer várias trincheiras na Linha Verde.
Uma parte da verba seria guardada para repassar uma verba mensal ao Instituto de Cegos. Mas nada ainda está definido." ( Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/richa-e-greca-cogitam-vender-terreno-do-instituto-dos-cegos-para-fazer-obras-na-linha-verde/).

Honestamente não cremos que esta proposta seja do conhecimento e tenha o aval do Governador Beto Richa. Originalmente, tal proposta surgiu do atual presidente da COHAPAR, logo após ele ter assumido a presidência da Companhia.
O presidente da COHAPAR encabeçou o rompimento de um acordo firmado entre a Coordenadoria do Patrimônio da Secretaria da Administração e Previdência - SEAP, o IPC e a própria COHAPAR, por meio do qual o IPC reverteu ao Estado parte de uma área recebida em doação feita pelo Estado em 1990, com o amparo da Lei N. 9384/1990.
Este entendimento foi afirmado pela Assembléia Legislativa e ratificada pelo Excelentíssimo Sr. Governador Beto Richa, com a promulgação da Lei N. 17871 de 19 de Dezembro de 2013. Além da Lei, todo o restante da documentação correspondente, respectivamente a subdivisão da área, aprovação do projeto pela Prefeitura, as escrituras públicas em cartório, inclusive com a assinatura do procurador do Excelentíssimo Sr. Governador nomeado pelo mesmo, foi feita e acha-se devidamente registrada, conferindo definitivamente ao IPC a posse do imóvel.
Deste modo, se o Secretário da Fazenda sabe qual a diferença entre cedência e doação de um imóvel, ele também deve saber que não pode vender o que não pertence mais ao Estado. Não adianta fazer acordo com o futuro prefeito e planos para usar o dinheiro, por melhor que seja a intenção. 
Aliás, se o Secretário efetivamente confirmar as declarações publicadas no blog e se isto passa realmente pela sua cabeça, temos aqui uma confirmação de um agente público confrontando a Lei e provocando insegurança jurídica. Além de crime, parece não ser esta a função de um Secretário de Estado.
No último parecer da Procuradoria Geral do Estado - PGE, homologado pelo Excelentíssimo Sr. Beto Richa, o procurador recorreu a uma cláusula pétrea da Constituição Federal de 1988, para confirmar a posse do Imóvel ao IPC, inclusive com a possibilidade de fazer locação da propriedade.
Portanto, a propriedade do IPC encontra-se protegida pelo inciso XXXVI do Artigo N. 5 da CF, onde verte: "XXXVI - a lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada."
No entanto, diante das constantes amaças feitas por alguns integrantes do Governo do Estado, o IPC não descarta recorrer ao Inciso XXXV, também do Artigo N. 5 da CF: "XXXV - A lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito."
"Lesão ou ameaça ao Direito", eis o que o Secretário pretende com essas declarações. Na defesa do seu direito, o IPC já tomou sua iniciativa. Ingressou com um pedido junto a Promotoria de Justiça, de Fundações e Terceiro Setor do Ministério Público do Paraná, para que as declarações do Secretário sejam investigadas, bem como se o Sr. Governador é conhecedor e avalia o conteúdo dessas declarações.
Efetivamente, o que está em questão aqui é o desrespeito a Lei e a incoerência por parte de alguns agentes públicos. Os mesmos que acusaram o IPC de pretender vender a propriedade, durante a última eleição, agora, são eles pretendendo vender a propriedade do IPC sem o conhecimento e participação do verdadeiro e legítimo proprietário daquele imóvel.
Por fim, resta apenas uma pergunta: se no lugar de uma instituição filantrópica sem fins lucrativos, fosse uma grande empresa dessas que financiam campanhas eleitorais, a postura desses agentes públicos seria a mesma?
Ora, pelo que as investigações da "Operação Lava Jato" vem revelando, muito provavelmente não. Tudo isto demonstra uma perseguição por parte de alguns agentes públicos contra o Instituto dos Cegos, por ser uma instituição filantrópica sem fins lucrativos e envolver um imóvel muito desejado por interesses privados.
Curitiba, 12 de Dezembro de 2016.

Documentos para download, clique nos links abaixo:








terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Hotel Fazenda | Vovó Naná

Na sexta-feira, dia 2 de dezembro fizemos uma visita ao Hotel Fazenda Vovó Naná na Lapa. O objetivo da visita era fazer com que nossos alunos entrassem em contato com a natureza, participar de atividades lúdicas, recreativas, divertidas e de interação.

#pracegover – alunos e professores estão chegando ao Hotel Fazenda Vovó Naná. O ambiente em que se encontram é campestre, com grama e muitas árvores. Observa-se uma parte do telhado da sala de jogos.



#pracegover – o local é campestre, com bastante verde, grama bem cortada, árvores, caminhos, lago, piscina, casas e chalés compõem uma série de nove fotos.



Pracegover – são quatro fotos mostrando mais ambientes externos. A primeira registra uma parte do jardim, onde um banco foi colocado à sombra de uma árvore.
A segunda foto registra a piscina, a sua volta estão espreguiçadeiras, mesas e cadeiras de bar e vasos com folhagens.
Na terceira e quarta foto foram registrados mais um pouco da parte externa e dos grande jardim que ladeia toda a fazenda.



#pracegover – são 4 fotos. Na primeira foto e na quarta foto o aluno Deivid joga hockey de mesa com Maria Clara.
Na segunda as gêmeas Giulia e Gabriele jogam sinuca.
Na terceira foto Deivid e Maria Eduarda estão jogando sinuca auxiliados pela professora Selma.


#pracegover – na primeira foto, na sala de jogos, alunos brincam em torno de duas mesas de jogos.
2ª  e 3ª fotos três alunos jogam sinuca.
4ª foto duas crianças estão brincando em uma mesa de pebolim.

#pracegover – são nove fotos onde podemos ver nossos alunos montados em cavalos de trote macio, puxado em todo o percurso, por um cavaleiro experiente no trato com o animal.

#pracegover – são nove fotos onde aparecem outras crianças que são conduzidos por um cavaleiro experiente entre as árvores da fazenda, em contato direto com a natureza.

#pracegover – são 8 fotos que registram o passeio de charrete pelas trilhas da fazenda. Conduzidos por pessoa experiente nossos alunos entraram em contato com a natureza desfrutando do melhor que ela pode oferecer.

#pracegover - Na hora do almoço deparamos com um buffet variado e delicioso. São 13 fotos, a foto principal mostra os pratos que fazem parte do buffet. As outras registram os alunos e professores à mesa, almoçando.

Pracegover – logo após o almoço, alguns alunos divertiram-se em um parque. As três fotos mostram crianças e adolescentes em balanços.


Outros alunos aproveitaram este tempo para andar de bicicleta. São três fotos que mostram meninos e meninas se divertindo nas bicicletas.

Pracegover – são 16 fotos.
A 1ª registra todos os alunos sentados à beira da piscina, aguardando o horário em que poderão entrar na água.
Todas as outras fotos mostram todos se divertindo muito.



#pracegover - Depois de muita diversão na piscina, um delicioso café colonial nos aguardava. Degustamos todos os sabores.

#pracegover - Na hora de retornar houve despedidas ao amigo Negão (cachorro) que ficou por lá. São duas fotos que mostram alunos acariciando um cachorro da raça Golden misturado com Labrador preto. A terceira foto mostra Negão se afastando.
As crianças tiveram um dia muito divertido e cheio de aprendizagens. Nosso retorno aconteceu de forma tranquila e cheio de expectativas e curiosidade de como e onde será nossa próxima viagem.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Show de Talentos

No dia 18 de novembro ao Escola Osny Macedo Saldanha realizou seu 1º Show de Talentos, uma iniciativa de professores que perceberam a vontade dos alunos de mostrarem a capacidade de cada um. Familiares de nossos alunos compareceram para prestigiar o Show de nossos artistas.



#pracegover – palco do auditório do IPC. Na frente do palco balões azuis, verde e branco representando as cores da instituição enfeitam o espaço que é todo branco. Na parede ao fundo um telão de projeção, ao lado direito uma faixa preta em TNT está decorada com notas musicais e do lado esquerdo outra faixa preta decorada com notas musicais e uma máscara símbolo das artes, música e teatro.




#pracegover - O auditório do IPC ficou lotado com os familiares e amigos de cada um dos que participaram do Show.




#pracegover – são duas fotos: na 1ª o Professor Enio Rosa, diretor do IPC abre o Show de Talentos e ao seu lado a diretora da Escola Idamaris Singulani Costa, que na segunda foto, agradece a presença de todos e dá início às atividades.




#pracegover - O primeiro talento a se apresentar, na parte da manhã, foi nosso aluno Oziel que nos explicou como se faz origamis. Ele está à frente do palco, atrás de uma mesa, onde estão as dobraduras feitas por ele.


#pracegover – Sobre a mesa estão colocados origamis representando tulipas, coração alado, cisnes e borboletas  nas cores azul, amarela e rosa. Uma caneca com figuras do pequeno príncipe enfeita a mesa com várias tulipas nas cores amarela, azul e rosa.



Pracegover – são 4 fotos: na primeira foto Vera está no centro do auditório à frente da plateia. Ao fundo  imagens são projetadas com a letra da música cantada por ela: “Não me Olhe Assim” de Leandro e Leonardo.


Pracegover – As crianças Maria Eduarda, Valentina e Ana Beatriz estão posicionadas no palco, ao fundo imagens são projetadas com a letra da música “Pra Ver se Cola” do grupo musical  Trem da Alegria.
 
Pracegover – Na terceira foto, posicionado ao centro do palco, Pedro toca em seu saxofone hinos religiosos, ao fundo imagens de nuvens no céu.
pracegover -  Brayan está sentado no centro do palco e ao seu lado está um professor e uma professora segurando suas mãos e um microfone, ao fundo, a imagem projetada é de um ursinho de pelúcia. A música cantada por ele é “Ursinho Pimpão – sucesso do Balão Mágico. Em seguida Brayan canta com o professor Carlos a música “É com Ela que Estou” em uma emocionante homenagem a sua mãe.



#pracegover – São 4 fotos. Na primeira foto Sr. Maurício recita uma poesia de sua autoria homenageando o Dia da Consciência Negra.
Na segunda foto o Coral formado pelos alunos adultos do Centro de Atendimento Especializado, faz sua apresentação.
Na terceira foto, aparecem três mulheres que compõem as vozes femininas do coral.
A última foto registra o momento da apresentação de dança, onde aparece um casal, ao fundo destacam-se uma clave de sol no pano preto e o telão projetando a logomarca do IPC.


#pracegover – 1ª foto: Maria Eduarda canta “Quando Eu Chorar” de Bruna Carla.
Na segunda foto Valentina canta “Arca de Noé” sucesso de Aline Barros.
A terceira foto registra o momento em que Ana Beatriz e Maria Eduarda cantam juntas “Ressuscita-me” de Aline Barros.
Na quarta foto está Carlos Eduardo tocando seu violino. Ele nos mostra o que já aprendeu em suas aulas de violino.

#pracegover – são quatro fotos, Deivid canta Fin X Mussoumano da Batalha Cartoon, na primeira foto.

Na segunda foto o professor Carlos canta juntamente com Pedro, a música Stand By Me sucesso de 1961 com Bem E. King.
Welington canta a música de Raul Seixas “Cawboy fora-da-lei” na terceira foto.
Na última foto João Henrique apresenta no teclado, a música “Cidade Maravilhosa”, encerrando as apresentações na parte da manhã.


#pracegover – são 4 fotos: No período da tarde, Dayane abriu o Show, tocando “Aleluia”, em seu violino representada na primeira foto.

Na segunda foto, a mesma aluna Dayane canta “Decidi Confiar” uma canção de Bruna Carla.
Professor Carlos e Ariadne cantam “A Flor e o Beija Flor” de Henrique e Juliano, representada na terceira foto.
Na quarta foto a aluna Adrieli canta “Te Vivo” de Luan Santana.


#pracegover – são quatro fotos. Na primeira Matheus canta “Tall Tall Trees” e “Mexico tequila and me”, ambas de Alan Jackson.
2ª foto: Fabiano apresenta a música “Paredes” sucesso de Jorge&Mateus.
3ª foto: Stefani canta “Tragédia” de MC Moreno.
4ª foto: Ariadne canta “Meu Violão e o Nosso Cachorro” de Simone & Simaria




#pracegover – são 4 fotos.
1ª foto: Victória apresenta duas músicas, a canção Amazing Grace de Elvis Presley e You’re the Inspiration do grupo Chicago.

2ª foto: Sr João toca em seu acordeon a valsa “Cada Vez te Quero Mais” de Antenógenes Silva e Miguel Lima.
3ª foto: Magnus ao piano toca “Balada por Adeline” música instrumental composta por Paul de Senneville e Oliver Toussaint.
4ª foto: Kleyton  canta e toca no violão a canção “Ele Não Desiste de Você”, música de Marquinho Gomes


#pracegover – são 4 fotos.
Na primeira, Kleyton toca no violão e Diego interpreta a música “Sonhar” de MCGui.
Na 2ª foto o quarteto composto pelos alunos Mateus Lucas no violão, Daivyd e Juliana (vozes) e Gabrielli (voz e flauta) interpretam a canção “Dia Especial” de Tiago Iorc.
3ª foto, as gêmeas Giulia e Gabriele cantam de mãos dadas a música “Meu Barquinho”, sucesso de Giselli Cristina.
4ª foto: Érika interpreta “Coração Radiante” do grupo Revelação.


#pracegover – são 4 fotos: Sabrina interpreta “Camarote” de Wesley Safadão.
Na segunda foto Vitor interpreta duas canções de Fábio Júnior: “Sem Limites pra Sonhar” e “Quando Gira o Mundo”
Na terceira foto Dona Horondina, encerrando as apresentações, expõem seus quadros no salão da escola. Ela está ao lado de sua primeira obra. No quadro observa-se uma paisagem campestre onde estão representados um caminho ladeado por vegetação e ao fundo,  araucárias.
A 4ª foto mostra um trio de quadros formando uma única paisagem.


Foi um total de 38 apresentações muito animadas, onde nossos alunos mostraram suas capacidades, alguns vencendo a inibição. Não podemos deixar de citar a plateia participativa e incentivadora que fez com que esse evento ficasse ainda mais bonito.
Nosso Show  de Talentos acabou com a confraternização de todos no refeitório da escola.
#pracegover – a foto registra o final das apresentações da tarde, quando os alunos foram chamados ao palco para receber os aplausos e  um certificado de participação. Os alunos estão acompanhados pelos professores Carlos Alberto Padilha Serri e Regina Kiatkoski de Cristo idealizadores do projeto.